Coleção Multicolor

Lançamento

Coleção Multicolor

Lançamento!

QUERO COMPRAR

Compre Agora pelo Mercado Livre!

Nati Multicolor

Uma cor só não me define

De olhos abertos, Íris ouve o despertador. Já havia acordado antes dele tocar, mas não quis levantar. Aquela é a pior hora do dia, a cama parece tão sedutora… Tudo o que ela deseja é um pouco mais de tempo. Respira fundo, espreguiça-se e observa o marido. Ao seu lado ele parece tão cansado quanto ela. Trocam aquele olhar de compaixão que diz: “Sei muito bem como você está se sentindo”.

Demora muito para escolher suas roupas, nada lhe cai bem. A blusa branca parece sem graça demais e a azul marinho não lhe agrada. Nenhuma opção parece expressar quem ela é, ou melhor, as muitas que ela tem dentro de si. Experimenta tantas opções quanto pode, e ainda não contente, decide por um modelo básico cinza.

Só depois de uma xícara de café preto é que se sente um pouco melhor. Repara nos dois filhos rodeando a mesa da cozinha, tentando adivinhar o que há de bom para comer. Pousa a xícara sobre a mesa e entra no modo multitarefa. Ao mesmo tempo em que prepara o pão do mais velho, segura o caçula no colo. O marido sai do banho e corre até o quarto:

— Acho que tô atrasado, diz.
Íris tenta calcular os minutos enquanto toma mais um gole de café, volta-se para o relógio de parede e um pouco da bebida cai em sua camisa. Estão definitivamente atrasados. Abre o guarda-roupa, estuda as opções o mais rápido que pode. Remexe as roupas do cabideiro e sente algo cair aos seus pés: um vestido multicolorido. É esse mesmo!, define. Com ele no corpo, se olha no espelho e gosta do que vê.

Filhos alimentados, todos entram no carro, cadeirinhas e cinto. Um fica na escola, e o outro, na creche. Mas, não querendo entrar, o pequeno choraminga:
— Quero ficar com você!

Ela o abraça forte, conta uma história, disfarça e deixa a mochila com a professora. Sai de fininho, coração na mão. Com o vestido esvoaçante, dá uma breve corrida até o carro.

O marido lhe dá um beijo de despedida, é hora de trabalhar. Vê as horas: a reunião deve ter começado há cinco minutos. Aperta o passo.

Para na porta da sala, ajeita a postura e repassa na cabeça os principais tópicos da reunião. Agora é a Íris empresária. Analisa dados, faz perguntas, expõe seus argumentos. Os problemas surgem e é preciso pensar em soluções. Ela se afasta e observa o todo. Qual estratégia escolher? Com a caneta, esboça seu plano no papel. Responde a dezenas de e-mails, atende ligações, faz mais algumas reuniões.

Concluído o expediente, é hora de ver as amigas. Lá Íris relaxa, sente a bebida gelada descendo pela garganta, vê a marca de seu batom no copo. Sorri. Não precisa se impor, de repente esquece de como está seu cabelo ou de que roupa está usando. Não liga para o que as pessoas vão pensar. Apenas se sente bem.
Até que chega a mensagem do marido: “Estou passando aí pra te pegar”. Família toda no carro, começa a rotina noturna. Banho nas crianças, jantar, televisão. Conta uma história, dá boa noite e fecha a porta.

“Um momento para mim”, pensa. Toma um banho quente e demorado, a estafa escorre pelo ralo.

Encontra o marido na cozinha. Garrafa de vinho sobre a mesa, ele lhe entrega uma taça. No olhar, um convite… Sua versão amante entra em cena.

Mais tarde, o cansaço vai tomando seu corpo, a envolvendo como uma névoa, deixando seus movimentos lentos… A correria cessa e o que resta é uma Íris plena.

Deitada na cama, percebe tudo escuro ao seu redor. Em sua cabeça, planeja o dia seguinte, definindo qual versão de si mesma vai acessar a cada momento. Vira para o lado e fecha os olhos. Naqueles últimos instantes antes do sono, alguns pensamentos vêm e outros vão. Ela revê em sua mente o vestido colorido, tão bonito… Nada de cinza, sua vida é mais intensa e diversa que isso. São tantos papéis… Íris não é monocromática, afinal. A cada situação, muda o tom, se adapta e faz acontecer. Sua personalidade não é preto no branco, e nem é a mesma de manhã até a noite. O prazer de cada pequena realização repousa com ela, a boa sensação de que esse trabalho feito aos poucos vai construindo seu pequeno paraíso. Desses paraísos reais que se fazem de dores e delícias, da vida vivida por inteiro. E não pela metade. Um pouco antes de adormecer, conclui: “Uma cor só não me define”.

Para todas as mulheres que vivem intensamente as cores da sua vida,
um abraço da Nati.

Marque no Insta:
#MulticolorNati

História 4 de 12.

Apresentação

A Nati juntou duas tendência muito fortes: multicolor nails e unicórnios!

Uma cor só não define quem somos, então, porque pintar todas as unhas com a mesma tonalidade? Somos muitas, a cada hora do dia nos transformamos. Afinal, as pessoas não são monocromáticas. A cada situação, a gente muda o tom, se adapta e faz acontecer!

Por isso, a Nati traz para você a Coleção Multicolor! Um mix de cores divertido que trabalha quatro lindos tons de candy colors com um toque especial que tem a cara do verão: o vermelho com fundo coral. Confira cada uma das cores!

A Coleção da Nati

Crazy

Pensa numa cor especial que tem a cara do verão. Esse vermelho com fundo coral está divino e vai fazer muita gente se apaixonar!

Princess

Nos dias em que você tá um doce de pessoa, que cor usa nas unhas? A Nati preparou lindos tons de candy colors para esses dias de cute mood… E não poderia deixar de fora um pink glamuroso desses!

Lovely

A cada situação, a gente muda o tom, se adapta e faz acontecer!
E com esse lilás adorável vai ser lindo ser você mesma!

Bubbles

Quantas mulheres existem dentro da gente? Muuuitas. Pra cada uma delas a Nati te traz uma cor especial. Bubbles é um azul cute que vai expressar toda a paz que você merece. Dizem que ele cria uma barreira protetora contra gente que tem energia pesada… Será?

Jolly

Era uma vez uma fada que reuniu todo o frescor e beleza do mundo e guardou em um vidrinho. Esse é o verde mais lindo que você deseja, o Jolly. Cadê as amantes de um verde fofíssimo?

#Reactions

Vejas as reações das influenciadoras digitais!

Kit Coleção Multicolor Nati

Edição Limitada

Somente 50 kits disponíveis!